Cidade de São Paulo registra crescimento de mortes por dengue

 Cidade de São Paulo registra crescimento de mortes por dengue

Em 2023 a cidade já registrou dez mortes por dengue, maior número desde 2015.

O número de mortes por dengue na cidade de São Paulo entre janeiro e julho de 2023 é o maior dos últimos oito anos, conforme dados da Covisa (Coordenadoria de Vigilância em Saúde). Em 2023, a cidade registrou dez óbitos, em 2015, 25 pessoas morreram por conta da doença na capital. A atual gestão da Prefeitura de São Paulo fez o menor investimento da década na proteção contra a dengue. 

A transmissão da doença também aumentou no último ano. No primeiro semestre de 2023, São Paulo registrou 11.444 casos de dengue, número 3,7% maior que o registrado no mesmo período de  2022, com 11.032 casos. Em comparação com 2021, o aumento foi ainda maior, 62%.

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB) destinou R$67,65 milhões em iniciativas contra a dengue, porém este é o menor valor investido contra a doença nos últimos dez anos na cidade. Os vereadores Celso Giannazi, Carlos Giannazi e Luciene Cavalcante solicitaram que a Prefeitura da cidade seja investigada sobre os baixos gastos contra a dengue. 

“Requeremos a apuração dos fatos narrados, de modo responsabilizar a Prefeitura Municipal de São Paulo, bem como o Prefeito, Ricardo Nunes, pela prestação inadequada de serviços de saúde pública – por meio do corte da verba orçamentária de vigilância em saúde apesar dos exorbitantes valores em caixa, que teve como consequência o gravíssimo aumento de casos e mortes por dengue”, relata documento enviado pelos vereadores à câmara protocolando a investigação contra a prefeitura de São Paulo.

Digiqole Ad

Relacionados