Eutbem e G10 Bank firmam parceria para oferecer consórcio para favelas

Projeto terá pontapé inicial em Paraisópolis, mas será expandido a nível nacional até o primeiro trimestre de 2023 em parceria com o G10 Favelas


A Eutbem, fintech de consórcios 100% digital, e o G10 Bank, instituição financeira geradora de crédito para as periferias, formaram uma parceria para oferecer consórcios e facilitar o acesso ao crédito para moradores de comunidades de periferia de todo o país, além de capacitar profissionalmente líderes e influenciadores de comunidades. 


O G10 Consórcio será lançado em conjunto entre as duas instituições e visa oferecer condições para que a população de bairros periféricos tenham a possibilidade de realizar o sonho próprio e dar início ou continuidade a projetos pessoais — tudo isso por meio do consórcio de produtos ou serviços oferecidos pela Eutbem.


O lançamento do projeto será realizado em Paraisópolis, em São Paulo, local da sede do G10 Bank, no dia 19/10. O evento de inauguração da parceria contará com líderes e influenciadores da comunidade, que receberão treinamento técnico e passarão a fazer parte da cadeia de valor da fintech de consórcios.
A atuação da Eutbem com o G10 Bank reforça o compromisso das fintechs em reduzir as barreiras de acesso ao crédito no Brasil, com taxas reduzidas.


“Estamos construindo uma relação na qual todo o ecossistema sai ganhando com a parceria, pois a comunidade pode ter acesso a um produto que ajuda as pessoas a tirarem seus sonhos do papel de forma mais justa, sem pagar o dobro do que elas realmente custam, como acontece com os empréstimos e financiamentos. Além disso, o projeto surge como uma oportunidade de renda e investimento para os moradores locais”, afirma Márcio Ferreira, CEO da Eutbem.


Para o G10 Bank, banco criado “pela favela, na favela e para a favela” e que tem como objetivo de ser a maior rede de apoio a pequenos e micro negócios nas comunidades, a parceria pode significar uma virada de chave na vida de muitas pessoas. 


“Ter acesso a crédito facilitado ainda não é a realidade das favelas do Brasil, vimos na modalidade de consórcio uma forma desburocratizada e sem juros que permite aos moradores fazer aquisição de bens e serviços de forma mais simples e segura, vinculada a instituições financeiras sérias”, afirma Gilson Rodrigues, presidente do G10 Favelas e CEO do G10 Bank. 


A ideia do projeto é que toda a comunidade impactada pela parceria tenha acesso ao produto, sem a necessidade de ser correntista do G10 Bank. A expectativa é de que o projeto atinja a marca de 5 mil clientes até o final deste ano.


Não é lucro pelo lucro, mas, sim, lucro com retorno à sociedade


O projeto prevê também que 5% do faturamento retorne e seja investido em iniciativas para fomentar o projeto. Projetos sociais da comunidade serão escolhidos para receber esse investimento. Além disso, esses novos consultores de consórcio das comunidades serão remunerados de acordo com o desempenho de vendas, gerando assim mais uma fonte de renda para a população local.


Projeto será expandido para outros estados além de São Paulo


Esta é a primeira etapa da parceria entre as duas instituições, porém o cronograma prevê o lançamento da ação em outras comunidades — dentro e fora do estado de São Paulo. “O objetivo é estar presente em todas as comunidades participantes do G10 Bank de todo Brasil até o primeiro trimestre de 2023“, afirma Márcio Ferreira, CEO da Eutbem.


A Eutbem é autorizada e fiscalizada pelo Banco Central e, desde a fundação, foca em desintermediar a venda de consórcios, que no país é majoritariamente realizada por grandes bancos e conglomerados financeiros. A empresa busca proporcionar acesso ao crédito de forma justa e ser uma catalisadora de realizações de sonhos, sejam eles o de abrir um negócio, reformar a casa ou até mesmo viajar, fazer uma faculdade, comprar e trocar de carro ou moto.

Digiqole Ad

Relacionados

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *