Cenas do cotidiano periférico são tema de exposição fotográfica

 Cenas do cotidiano periférico são tema de exposição fotográfica

Crédito: divulgação redes sociais

Em cartaz no Centro Cultural do Grajaú SP revela cenas do cotidiano periférico, sob o olhar do agente cultural Daniel Alexandrino.

Durante o mês de abril, o Centro Cultural do Grajaú, que fica no extremo da Zona Sul de São Paulo, recebe a exposição fotográfica “Um Olho Sol”, do agente cultural Daniel Alexandrino. A exibição conta com um conjunto de fotos que relata o cotidiano periférico do fotógrafo durante a pandemia, que após ter sido diagnosticado com glaucoma perdeu a visão total no olho direito e 80% do olho esquerdo.

“Com muita resiliência eu comecei a fotografar, mas a fotografar com desespero mesmo, achando que nunca mais ia poder realizar esses trabalhos, e quando eu vi eu tinha material suficientemente bonito para compor uma galeria de arte, um centro cultural. Esse olhar sobre a periferia que fiz a partir do desespero da minha visão”, disse Alexandrino em entrevista à TV ArtMultCultural.

Sua obra, além de retratar o cotidiano da periferia, também registra a beleza das coisas simples que muitas vezes passam despercebidas. O artista de “Um olho sol” resgata a simplicidade e sensibilidade que fazem parte da vida de milhares de pessoas. 

O artista também é idealizador do Sarau do Grajaú, que em 2023 completará 9 anos de resistência. Alexandrino atua na área do audiovisual com grandes feitos como os documentários “Grajaú em Foco” (2015) e o “Protagonismo Periférico” (2017).

SERVIÇO

Exposição fotográfica “Um Olho Sol”

Local: Centro Cultural Grajaú (Rua Professor Oscar Barreto Filho, 252 – Parque América, Grajaú – São Paulo)

Horário de funcionamento: terça-feira a sábado das 10h às 19h, e domingos das 10h às 18h.

A exposição ficará em cartaz até 30/04/2023.

Digiqole Ad

Relacionados